Bem-vindo ao horóscopo da ALEGSA

click

Estou lentamente a aprender a dizer não

Estou lentamente a aprender que não é correcto deixar as pessoas andar por cima de mim.... , 2020-05-24







Estou lentamente a aprender que as normas são mais do que aquilo que se está disposto a aceitar quando se trata de encontros. Trata-se também do que está disposto a aceitar em qualquer outra área do seu mundo. A sua carreira. As suas amizades. As suas relações familiares. Tudo.

Estou lentamente a aprender que não é correcto deixar as pessoas andar por cima de mim, dar-lhes tudo o que querem sem questionar se é o que eu quero, deixá-las tomar decisões por mim sem dar a minha própria opinião.
Estou lentamente a aprender que é suposto eu ter autoridade sobre a minha própria vida. Eu não devo ficar sentado enquanto outras pessoas tomam o volante. Devo tomar as minhas próprias decisões. Devo seguir o meu próprio caminho.

Estou lentamente a aprender a dizer não sem medo do que os outros possam pensar de mim. Estou lentamente a aprender a não me forçar a situações que me deixam desconfortável, e a aceitar coisas que não me interessam, simplesmente porque quero que as pessoas gostem de mim. Ou porque não quero causar qualquer inconveniente. Ou porque quero escolher o caminho mais fácil.
Mesmo
que eu possa deixar outras pessoas desconfortáveis, mesmo que não seja o que elas queiram ouvir de mim, estou autorizado a dizer não. Estou autorizado a expressar a minha opinião. Estou autorizado a pedir o que quero em vez de aceitar o que me é dado.

Estou lentamente a aprender a dizer não sem me sentir muito mal, sem estar mergulhado na culpa, sem me perguntar se as pessoas teriam gostado mais de mim se eu tivesse ficado calado e cooperado.
Estou lentamente a aprender que o meu tempo é importante. A minha energia é importante. Nunca devo desperdiçar essas coisas em pessoas ou experiências que não me tragam alegria. Nunca me deveria sentir obrigado a aceitar nada. Nunca deveria sentir que não tenho escolha, porque há sempre uma escolha. Há sempre escolhas. Nunca estou tão presa como por vezes me sinto.

Mesmo que algumas pessoas não gostem da minha mudança de atitude, já não vou fazer o que outros pensam ser o melhor para mim. Eu vou decidir o que é melhor para mim. Vou tomar as minhas próprias decisões. Vou seguir o meu próprio coração. Vou ouvir os meus próprios instintos.

Estou lentamente a aprender que, embora possa ser difícil dizer não, é muito melhor do que aceitar algo que o deixa desconfortável. É muito melhor do que fingir que não há problema em fazer exactamente o que lhe é dito, quando se está a gritar secretamente lá dentro. É muito melhor do que deixar que outros determinem o seu futuro para si.

Estou lentamente a aprender que, embora seja mais fácil dizer sim, especialmente para aqueles de quem se gosta e que querem desesperadamente impressionar, têm sempre o direito de expressar a sua opinião. Tem o direito de discordar. Tem o direito de dizer não
.









Eu sou Alegsa

Há mais de 20 anos que escrevo artigos para horóscopos e auto-ajuda de uma forma profissional.



Etiquetas relacionadas